quarta-feira, 20 de março de 2013

Se eu fosse você!




“Se eu fosse você não faria desse jeito”,  “ seu eu fosse você pararia de agir assim”, “seu eu fosse você não iria por este caminho”.... É comum dizemos isso às pessoas, mas nos esquecemos de que somos iguais a elas, falhamos da mesma forma, e nossa capacidade de julgar as atitudes dos outros é maior que nossa capacidade de reconhecer nossa falha. Deveríamos expor nosso erro ao outro como exemplo. ”olha eu andei por este caminho e me dei mal, então tome cuidado pode acontecer isso ou aquilo...”, e deixá-la livre para seguir e decidir o fazer, mas o “se eu fosse você” está na ponta da língua sempre. 

Penso que Jesus em nenhum momento da sua vida na terra precisou dizer aos seus discípulos “se eu fosse você”

Meu nome é Fernanda. Sou pecadora salva pela graça. Essa é a grande História a mais importante. Somente Deus em sua fúria a conhece plenamente.

terça-feira, 12 de março de 2013

Confissão



Confesso que choro. Confesso que sinto dor. Confesso que tenho medo. Confesso que me sinto só. Confesso que me decepciono. Confesso que tenho raiva. Confesso que sou vaidoso. Confesso que sinto mágoa. Confesso que não sei nada. Confesso que decepciono. Confesso que falho. Confesso que invejo. Confesso que muitas vezes não confio. Confesso que não abro mão de muitas coisas. Confesso que as vezes gostaria de xingar muitas pessoas. Confesso que as vezes tenho vontade de da porrada em muitas pessoas. Confesso que me desespero. Confesso me acho estranho. Confesso que me acho bipolar. Confesso que as vezes não tenho respostas. Confesso que as vezes só quero ficar quieto. Confesso que as vezes só quero um abraço. Confesso que as vezes gostaria de estar sozinho.

Confesso que esse sou eu! Uma pessoa como tantas outras e que pelo fato de estar pastor não sou melhor do que você que está lendo esse texto!

Eu confesso!

texto retirado da página do Léo Oliveira.Pastor da  Intervenção Rio

Eu confesso que também sinto estas coisas


domingo, 6 de janeiro de 2013

"MAS SIM O AMOR"






"NÃO FORAM OS CRAVOS QUE O MANTIVERAM PRESO Á CRUZ, MAS SIM O AMOR."
AUTOR DESCONHECIDO.



FIQUEI MEDITANDO SOBRE ESSA FRASE E IMAGINEI COMO DEVE SER, TER TODO O PODER DO MUNDO, SER CAPAZ DE ABSOLUTAMENTE TUDO QUE A MENTE HUMANA IMAGINA E AINDA ASSIM PERMITIR QUE TE PREGUEM Á UMA CRUZ, ALGO QUE NA ÉPOCA ERA EXTREMAMENTE HUMILHANTE, EM NOME DA SALVAÇÃO DE PESSOAS QUE NUNCA SEQUER PARARAM PRA PENSAR QUE NADA, ABSOLUTAMENTE NADA SERIA CAPAZ DE MANTER VOCE NAQUELA CONDIÇÃO, HA NÃO SER UM SENTIMENTO QUE NÓS POUCO CONHECEMOS, E DO QUAL MUITO POUCO ENTENDEMOS, O AMOR.

INCRÍVEL NÃO É? SIGNIFICAR TANTO ASSIM PRA ALGUÉM.




*texto roubado do perfil da Daniele Begalle. A Dani é uma pecadora em recuperação que procura mudar o mundo com a renovação diária da sua mente.

quarta-feira, 19 de dezembro de 2012

365

Calendário Comemorativo




Todo fim de ano é sempre assim cheio de retrospectivas das mais diversas situações e acontecimentos. Sejam elas tragédias, nascimentos e mortes, Filmes, novelas, quem casou quem descasou,  Escândalos e Política. Ah é claro a principal retrospectiva a da minha vida.

    A gente sempre para e pensa. “o que eu fiz de bom nesses 365 dias que tive...” eu tenho parado e pensado nas conquistas e perdas,
 aparentemente parece que perdi mais do que ganhei.

     Perdi oportunidades,
 perdi o “rumo”, perdi o “chão”, perdi a noção, perdi amizades, perdi sonhos,perdi tempo esperando pelo que não devia, perdi a esperança, perdi costumes, perdi o momento certo... O resultado disto,  não amei o suficiente, não perdoei como deveria, não servi o bastante, não pronunciei palavras de apoio, incentivo e carinho. Chorei muito, quantidade que eu não conseguiria descrever, choro de alegria e de dor, lágrimas que trouxeram alivio de alguma forma.

    Como é bom fazer esta retrospectiva,
 assim caímos na real e percebemos que a vida não é uma rede social onde a perfeição reina, onde as lágrimas são veladas e a dor não é vista. Apenas curtimos e compartilhamos o que é bom e agradável aos olhos, no máximo nos condoemos com a dor do outro que está muito distante de nós e nos esquecemos daqueles que estão ao nosso lado e muitos nem fazem ideia do que acontece com a gente.

   
 Cansei de perder então em 2013 espero ganhar mais. Ganhar consciência dos meus erros, ganhar tempo com meus amigos ganhar sorrisos e quem sabe ganhar lágrimas de alegria e de tristeza se for necessário pra fazer uma limpeza interna, também espero ganhar mais vezes a chance de pedir perdão e ser perdoada, quero ganhar tempo amando e sendo amada, e quando que cansar de ganhar quero dar . Dar a minha vida meu tempo para que outros também tenham a chance de ganhar 365 dias 





"Tenham cuidado com a maneira como vocês vivem; que não seja como insensatos, mas como sábios,aproveitando ao máximo cada oportunidade, porque os dias são maus.Portanto, não sejam insensatos, mas procurem compreender qual é a vontade do Senhor." Efésios 5:15-17





* Meu nome é Fernanda. Sou pecadora salva pela graça. Essa é agrande História a mais importante. Somente Deus em sua fúria a conhece plenamente.




segunda-feira, 26 de novembro de 2012

Testemunho p(r)o(f)ético‏



  Em meu quarto
                     Uma sombra escura bateu à porta
             Não antedi de pronto, mas a deixei entreaberta.
                A sombra me envolveu e com ela dancei.
         Uma dança lenta, fria e silenciosa que me fez dormir
                 Gritos ocuparam espaço em meus ouvidos
         me acalentando em uma camada escura de dupla face:
                                      rispidez e ódio
                    mesclaram-se em um semblante sereno
                           uma clara doçura de morte
A tristeza buscava máscara o não eu e os cantos da casa buscavam ascender
                                                                          A volúpia buscava um canto
O mundo era grande e medonho, mas me vencia a cada dia e me fazia crer que comportaria meu enorme eu
                                                                   Deparei-me com um mundo novo
                                                                 Os gritos passaram a vir de dentro
                                                           E eu os coloria e dava forma para atrair
                                                                      ouvidos, olhos e palmas.
                  De flores e sombras encobri minha quimera.
O grande ego     -     o grande medo     -     o grande grito     -     o grande atrito
         a multidão     -     a guerra sem sentido     -     o choro sem ouvido 
                                               o silêncio
                                               a solidão
e foi no silêncio
                                que pude ouvir
                                                           o que não deixava
                                                                                            a rusga em mim
Ouvi Alguém me chamar pelo nome
Ouvi Alguém dizer:
                            "Não temas"
Tremi!
Quem é Esse que descobriu que tenho medo?
O mesmo mudou meus sentidos: cobriu meus ouvidos
desvendou meus olhos
   
"Quem sou?"
Perguntou minha alma
                  "És minha. Não tens mais outro alguém por quem viver."
 Meus   joelhos   tornaram-se   pés.  Abri  a porta, a luz  dissipou  a   sombra
uma doce alegria coloriu-me por dentro.  Os gritos? Parei de ouvi-los. Passei a
     vê-los. E a miséria do outro entrou no meu coração, explodindo em atitude
                                                                                            "- O que é isso?
                                                                                         Essa não sou eu!"
                          "És minha. Aprenderás a ser como Eu sou."
"És minha..."
A máscara caiu.
A rusga calou.
O grito se transformou
em canto
Que balbucio
baixinho
apenas para
atrair
os olhos de Quem me amou...
             À calma somou-se o poder. Eu quis parar mas não pude.
                                                                                            "- O que é isso?
                                                                                         Essa não sou eu!"
                                            "És minha..."
                    Então   sai    de    casa,              dancei   na  chuva!
                                Fiz-me   conhecer    pelo    relâmpago
                                     Dei   a    mão    ao    raio
                                    ri        com       o        trovão!    
        Acostumei-me a grandes riscos, grandes desafios, ao sobrenatural
                          Dançar na chuva me levou acima das nuvens!
    outros olhos     -     outro canto     -     outras línguas     -     outras vestes
                                                 outra vida!
                                                              Mas a sombra não quer me perder...
                          Novamente tenta entrar pelas brechas deixadas pelo costume
As lutas me mantém acordada, as quedas me põe de joelhos
A misericórdia que me alcançou continua se renovando
Um minuto nas trevas me levam a
horas de choro na luz
                                                                      Choro?
                                          Por vezes minh'alma questiona ser isso prisão...
                         "fui comprada por preço. um Senhor me libertou"
                                 Agora que estou livre compreendi:
                                                   
                                                   Sou tua!
                                             Não vivo sem Ti!
Fure minha orelha!
Marque-me, meu Senhor!
Que todos me conheçam pelo Teu Nome!
           Quero aprender a ser como Tu és!


 {Fazendo uma faxina na minha caixa de mensagens encontrei um e-mail antigo da Eva Beatriz Holland a data é 11 de out de 2007 com um texto poético. Re lendo este texto me deu vontade de compartilhar aqui no blog. Espero que ela não brigue comigo por isso}

sábado, 17 de novembro de 2012

Os Astrônomos e os Astronautas.



 existem dois tipos de garotos: Os Astrônomos e os Astronautas.

Astrônomos são aqueles que conhecerão profundamente coisas maravilhosas. Este conhecimento virá de maneira segura e confortável, enquanto eles permanecem a milhares de quilômetros das maravilhas que eles são capazes de descrever tão precisamente.

          Astrona
utas são aqueles que vão viver e experimentar uma pequena porção dessas maravilhas, de maneira extremamente ousada e incrivelmente perigosa. Nunca terão a garantia do retorno, dançando diariamente com o perigo e assumindo todos os riscos da insegurança de suas escolhas. Para viver um momento único de estar onde poucos estiveram, e testemunhar com os próprios olhos o que todos os outros somente podem sonhar.

          No Reino de Deus também só existem dois tipos de pessoas.
Os teóricos e suas profundas e seguras descrições do Maravilhoso e Soberano Deus que criou sabiamente todo o Universo em seus mínimos detalhes e nuances. Estes podem viver uma existência muito interessante a partir da segurança do ambiente controlado de suas reflexões.

            Os práticos, aventureiros, inconsequentes e irresponsáveis que como os astronautas vão viver e experimentar uma pequena e muitas vezes indescritível e inexplicável porção da própria existência de Deus. Estes terão a tendência de viver cercados de perigos, incertezas e inseguranças. Em todas as suas partidas, jamais terão a garantia do retorno. Mas também viverão momentos únicos e testemunharão coisas que muitos poderão somente sonhar.

Li lá no Facebook do Junior Souza Souza 

domingo, 11 de novembro de 2012

O ateu, o crente e o bicho-papão




                      Outro dia alguém me enviou pelo twitter a seguinte pergunta: “quando vc era criança também acreditava em bicho-papão, porque deixou de acreditar?”

         Minha primeira reação foi ignorar a pergunta, formulada em tom de crítica a um tweet que postei testemunhando minha fé em Deus. Imaginei que o autor da pergunta não esperava resposta, apenas pretendia sugerir a estupidez da minha fé. Tive a mesma sensação que experimentei quando comecei a ler um texto sobre “razões porque deixei de ser crente” e o autor logo na primeira página comparou a crença em Deus à crença no Saci-Pererê. Mas, passado o ímpeto de deixar pra lá, resolvi responder, pelo menos para mim mesmo.

             Minha resposta começaria afirmando que jamais acreditei em bicho-papão. O que me aterrorizava na infância eram os ciganos e o “velho do saco”. Devo isso às minhas avós, que diziam que esses homens malvados gostavam de raptar meninos desobedientes. Registro que acredito em ciganos e velhos do saco, não necessariamente como raptores de crianças, embora seja em parte verdadeiro. Mas resolvi responder como se meu imaginário infantil tivesse sido ocupado por esse tal de bicho-papão.
Eis, portanto, algumas razões porque, embora continue acreditando em Deus, deixei de acreditar em bicho-papão.

.    Não conheço nenhum adulto que acredita em bicho-papão
.    Não conheço nenhuma civilização baseada em bicho-papão
.    Não conheço nenhuma religião que considere o bicho-papão um ser divino
.    Nunca ouvi uma pessoa dizer que foi transformada pelo bicho-papão
.    O bicho-papão não constitui o dilema existencial humano desde sempre
.    Nenhuma tradição de pensamento humano se ocupa com o bicho-papão
.    Nenhum gênio da humanidade viveu atormentado por causa do bicho-papão
.    O bicho-papão não se sustenta num texto considerado sagrado por mais da metade da população mundial, escrito ao longo de 2 mil anos, por 40 autores diferentes
.    Não existe quem atribua a existência do universo ao bicho-papão
.    Jamais alguém defendeu sua fé no bicho-papão com a própria vida
.    Nenhuma das virtudes humanas é associada ao bicho-papão
.    O bicho-papão não é uma crença universal e atemporal
.    O bicho-papão não ajuda a explicar o mundo em que vivo
.    O bicho-papão não ajuda a explicar a complexidade da raça humana
.    O bicho-papão não ajuda a explicar o homem que sou
Cansei. Já passa da meia noite.

Postado Por Ed René Kivitz em 24/07/2012. Ele é pastor presidente da Igreja Batista de Água Branca, em São Paulo; 

domingo, 4 de novembro de 2012

SEM AMOR....




Ser religioso.Frequentar igreja.Não frequentar nada.Fazer coisas sobrenaturais.Orar. Fazer caridade.Vender tudo o que tem e dar aos pobres.Entregar seu corpo para ser queimado.sacrificar.Se abster das coisas.Ler livros.Decorá-los.Dizer que entende.Mudar o jeito de vestir.Por um uniforme.Não falar palavrão.Ouvir música religiosa.Cantar.Bater palmas.Fazer pose.Dar sorrisos....

[1ºCorintios 13 Freestyle] 

quarta-feira, 31 de outubro de 2012

O Evangelho Segundo Todo Mundo Odeia o Chris





Episódio desse domingo: Todo Mundo Odeia Lavar Louças
Texto base: Lucas 15:11

Nesse episódio Chris, cansado de sempre ter que lavar a louça depois das refeições (mesmo tendo mais 02 irmãos - Drew e Tônia), simplesmente diz não a sua mãe, Rochelle, dizendo que não irá lavar a louça. Rochelle, por incrível que pareça, busca paciência para não ter que esfolar o pescoço de Chris (recorrendo até a uma súplica a Deus). Chris fica firme em sua decisão.

Rochelle fala com Jullius a situação. O mesmo busca Chris no Doc para conversar e explicar a difícil lógica das mulheres. Chegando em casa, Rochelle indaga Jullius sobre a conversa com Chris, o mesmo diz que sim. Rochelle põe a prova: novamente ordena Chris a lavar a louça. Chris diz que não!

Rochelle, simplesmente começa a agir com Chris da mesma forma que ele está agindo: não fazer nada por ele! Não o acorda para chamá-lo para ir a escola, não faz o café, não lava suas roupas. Chris começa a ver que a guerra apenas começou...

Chris começa a fazer o café, Rochelle o indaga perguntando sobre de quem era os ovos e o bacon que ele estava fazendo...Chris responde que ele comprou, Rochelle, não deixa barato, e diz que o fogo, o fogão, a espátula eram delas e que ele não comprou. A discussão começa e Rochelle o expulsa de casa, sugerindo a Chris a morar próximo a estátua da liberdade. Chris simplesmente sai de casa.

Ao chegar em casa, Jullius sobe por Drew e Tonia que Rochelle o havia expulsado de casa. Jullius conversa com Rochelle, falando que sua atitude estava errada e vai atrás de Chris. Jullius o encontra no salão de Vanessa.

Ao chegarem em casa, Jullius reune a família e explica que Rochelle está no controle e que tudo o que ela diz deve ser respeitado e fala a Rochelle que da próxima vez que tiver uma atitude daquela que espere ele para que ambos o façam em comum acordo. Chris e Rochelle se abraçam e pedem desculpas. Jullius manda Chris lavar a louça!

Esse episódio nos leva a uma reflexão: somos orgulhosos e queremos fazer aquilo que consideramos o certo, consideramos o justo...mas nem sempre o que achamos que é o correto, o justo, de fato é o correto...

No evangelho de Lucas no capítulo 15 verso 11 nos narra uma história bem interessante. A história do filho pródigo que busca viver sua vida da "melhor forma possível", com bebidas, prostitutas, farras...mas a grana acaba e ele vai cuidar de porcos, ao ponto de comer a lavagem dos mesmos.

Desejando voltar, o mesmo planeja se desculpar ao pai e pedir para que o trate como um empregado. Porém, não é assim que o pai o trata. O honra como um filho que voltou e que deve ser celebrado esse momento como muita festa.

Nem sempre o que acreditamos ser o correto está correto. Busque inclinar seu coração em Deus, ouvindo e sendo atento para aquilo que o Sagrado nos ensina. Volte atrás de escolhas erradas e imprudente. Saiba que nunca será tarde para recomeçar!

Soli deo gloria!

Li lá no Intervenção Rio 
https://www.facebook.com/intervencao.rio

sexta-feira, 26 de outubro de 2012

Morno




Quando o homem conhece a Deus no intelecto mas não se 

permite ser reconstruído na vida, faz um mal a si mesmo, 

pois Jesus é o único que possui poder para refazer a vida ou 

estragá-la completamente, um homem que provou um 

pouco de Jesus não serve para mais nada, peca com 

moderação pois conheceu um pouco sobre o que é de fato a 

vida. Quem viveu um dia com Jesus não consegue viver 

bem em outro lugar, por mais que finja que sim.
                                                                            
                                                                                       [Anderson Silva]

terça-feira, 16 de outubro de 2012

O GRANDE PROJETISTA NÃO DEIXOU NADA PARA O ACASO.

     




Sir James Jeans o famoso astrônomo britânico disse certa vez:
"o universo parece ter sido desenhado por um matemático puro".

A inclinação da Terra por exemplo de 23 grau produz a nossas estações. os cientistas dizem que se a terra não tivesse a exata inclinação que tem os vapores dos oceanos mover-se iam para o norte e sul cobrindo os continentes de gelo.

Se a crosta terrestre fosse apenas 3 metros mais grossa não haveria oxigênio e sem ele toda vida animal morreria.

Se os oceanos fossem uns poucos metros mais Profundos o dióxido de carbono e o oxigênio teriam sido absorvidos e nenhuma vida vegetal poderia existir.

Se a lua estivesse a 80 mil quilômetros da terra em vez de 320 mil as marés seriam tão enormes que todos os continentes seriam submergidos pela água- até mesmo as montanhas seria afetadas pela erosão..



“Louvai ao SENHOR. Louvai ao SENHOR desde os céus, louvai-o nas alturas.Louvai-o, todos os seus anjos; louvai-o, todos os seus exércitos.Louvai-o, sol e lua; louvai-o, todas as estrelas luzentes.Louvai-o, céus dos céus, e as águas que estão sobre os céus.Louvem o nome do SENHOR, pois mandou, e logo foram criados. E os confirmou eternamente para sempre, e lhes deu um decreto que não ultrapassarão. Louvai ao SENHOR desde a terra: vós, baleias, e todos os abismos; Fogo e saraiva, neve e vapores, e vento tempestuoso que executa a sua palavra; Montes e todos os outeiros, árvores frutíferas e todos os cedros; As feras e todos os gados, répteis e aves voadoras; Reis da terra e todos os povos, príncipes e todos os juízes da terra; Moços e moças, velhos e crianças. Louvem o nome do SENHOR, pois só o seu nome é exaltado; a sua glória está sobre a terra e o céu. Ele também exalta o poder do seu povo, o louvor de todos os seus santos, dos filhos de Israel, um povo que lhe é chegado. Louvai ao SENHOR.”  Salmos 148





quinta-feira, 11 de outubro de 2012

Você não merece ser salvo

                               


E quem poderia com honestidade pensar que merece?
O seu peso na balança sempre há de ultrapassar o limite.
E nada que você faça vai aliviar essa tensão.
Você não merece ser salvo.
Por isso o sangue foi derramado na cruz.

Deixe essa verdade de graça entrar de vez no seu coração.

Mas, agora, em Cristo Jesus, vós, que antes estáveis longe, fostes aproximados pelo sangue de Cristo.
 Efésios 2.13

quinta-feira, 4 de outubro de 2012

CHORE QUE NEM UMA CRIANÇA

                   



Se você tiver que chorar, não esqueça de chorar como as crianças. Você foi criança um dia, não esqueça que uma das primeiras coisas que aprendeu em sua vida foi chorar.
Porque chorar faz parte da vida. Jamais se esqueça que você é livre, e que demonstrar emoções não é uma vergonha. Grite, soluce alto, faça barulho se tiver vontade – porque assim choram as crianças, e elas sabem a maneira mais rápida de sossegar seus corações.
Você já reparou como as crianças param de chorar? As crianças param de chorar porque alguma coisa as distrai, algo chama a atenção delas para uma nova aventura.
Assim também será com você – mas apenas se você soltar com coragem todas as suas emoções, apenas se você chorar como chora uma criança.
PC

quinta-feira, 27 de setembro de 2012

“As pessoas"


                                  



As pessoas amam a Deus, disse certa vez um sacerdote, ‘assim como o camponês ama sua vaca, pela manteiga e pelo queijo que ela fornece’” 
Philip Yancey, A Bíblia que Jesus lia – Editora Vida, 2006

“As pessoas”, eis o grande problema. As pessoas não se santificam, as pessoas são interesseiras, as pessoas não evangelizam, as pessoas não dão um bom testemunho, as pessoas não confessam seus pecados, as pessoas não contribuem de todo o coração. As pessoas são tão ruins, fazem tudo tão errado que nosso senso de alto-preservação nos diz que as pessoas são tudo e todas, menos eu.
Se em todo momento em que falamos ‘as pessoas’ falássemos ‘eu’ nossa vida seria mais santa, mais correta, e nós seriamos “as pessoas” melhores. Enxergar isto é o tipo de coisa que fica oculta em nossa natureza humana e, precisa ser um pouco inteligente pra entender que a verdade está na cara. Na sua cara.

quarta-feira, 12 de setembro de 2012

Perdão ou Desculpa



Perdão e Desculpa são duas palavras tão banais no uso, que nem desconfiamos da diferença entre elas. Em um certo sentido, Perdão e Desculpa são palavras quase opostas.O Perdão nos diz “ok, você fez isso, mas eu aceito seu pedido de perdão; não jogarei isso na sua cara e seremos do mesmo jeito que éramos antes”. Já a Desculpa, fala “eu percebo que você não podia evitar, sei que realmente você não queria fazer isso; você não é culpado”.
Assim, um ato falho sem culpa precisa dedesculpa, e não de perdão. Da mesma forma, boas desculpas não precisam de perdão – já que o perdão exige culpa – e se você quer ser perdoado, não há desculpas para o que fez – pois pedir perdão é assumir a culpa.Porém, isso não invalida a possibilidade de haver os dois ao mesmo tempo.
O problema está em pedirmos desculpas para aquilo que exige perdão.
 [C.S. Lewis]]